Saiba como o trabalho voluntário turbina o currículo e desenvolve habilidades


Participar de uma ação de trabalho voluntário significa muito mais que acrescentar horas à grade acadêmica. Essas atividades contribuem para valorizar o currículo e desenvolver habilidades para o mercado de trabalho como alcançar metas em grupo, ter comprometimento com o desempenho da atividade e identificar competências necessárias à área de atuação.

Os cerca de 80 integrantes da oitava edição do projeto Ação CEP, realizado no sábado, 21 de outubro, na cidade de Ribeirão – zona da mata de Pernambuco – aplicaram o conhecimento dos seus cursos universitários no atendimento a 455 moradores, colocando em prática o que aprendem na faculdade. Foram realizadas atividades nas áreas de saúde, direito e engenharia das 9 da manhã às 17 horas.

A iniciativa é promovida pela Casa do Estudante de Pernambuco (CEP) há oito anos e, agora em 2017, contou, pela primeira vez, com a participação de um médico e um dentista. Os dois profissionais, Hemerson Diniz e Bruno Pereira, respectivamente, são ex-sócios da entidade. “A Casa precisou e eu vi uma oportunidade de retribuir o tempo em que fui sócio e recebi a assistência que me ajudou a me tornar médico” disse Hemerson.

Atendimento em saúde contribuiu com a vida de quem mais precisa

Os estudantes de medicina promoveram atividades como aferição da pressão, medição do índice de glicemia no sangue, tipagem sanguínea e consultas.

Para a aluna do décimo período de medicina, Larissa Araújo, o Ação CEP foi uma oportunidade para aprender mais com o médico que participou. “Foi praticamente um estágio, mas dessa vez empenhada em ajudar bem mais o pessoal” afirma a estudante.

Os estudantes de odontologia realizaram uma oficina de escovação, além de procedimentos como limpeza, restaurações e até extrações com supervisão do dentista.

Aluna do quarto período de odontologia, a estudante Patrícia Tereza conta que, além do reforço no aprendizado, a participação no Ação CEP é gratificante por fazer o bem às pessoas. “E isso irá fazer muita diferença em nossas vidas, já que o aprendizado não é adquirido apenas nas salas de aula e uma oportunidade dessa é muito difícil de aparecer no nosso dia a dia” explica.

O conhecimento em direito e engenharia mudando vidas

A equipe de universitários do curso de direito forneceu para os moradores orientações sobre direitos do consumidor, além de fazer um parecer sobre questões trabalhistas e causas envolvendo questões familiares.

“O que me impressionou foi a quantidade de questões relacionadas ao direito do consumidor numa cidade tão pequena. Esse nosso contato contribui para termos uma formação mais humana, mais próxima da realidade brasileira” afirmou o estudante do oitavo período de direito Jefferson Lopes.

O conhecimento dos universitários dos curso de engenharia contribuiu com moradores que nem sequer tiveram contato, algum dia, com um profissional da área.

Além do atendimento, a equipe de futuros engenheiros realizou duas visitas técnicas, uma delas na casa em construção de um morador e a outra na área onde a prefeitura de Ribeirão planeja construir um polo de atividades esportivas.

A equipe também produziu uma cartilha contendo informações sobre documentos necessários para construir, orientações sobre o projeto, além de dicas para se proteger contra inundações e enchentes.

O estudante de engenharia civil Jonilson Luz considerou a experiência do Ação CEP uma atividade que vai além da atuação profissional. “Acredito que funciona mais como um sentimento de humanidade, ajudar as pessoas, especialmente aquelas que não podem pagar por um serviço profissional. ? um sentimento de plenitude e nos mostra que fazer a diferença na vida de uma pessoa é bem mais gratificante do que qualquer pagamento” ressaltou.